Notícias

Em breve: 'As origens do materialismo' de George Novack

 As origens do materialismo de George Novack é, segundo o próprio autor, a “continuação e o complemento” de seu outro livro, Introdução à lógica marxista (publicado anteriormente pela Editora Sundermann). Nesta obra, o autor apresenta um panorama geral da oposição entre idealismo e materialismo, duas grandes correntes do pensamento humano que se enfrentam desde o surgimento da filosofia, e que tentam responder a alguns dos mais importantes questionamentos metodológicos e existenciais da humanidade. Apesar de tratar apenas das origens gregas da filosofia materialista, não analisando suas vertentes mais recentes, Novack aborda um período privilegiado para sua compreensão. Ao longo do livro descobrimos os fundamentos do desenvolvimento da filosofia materialista, suas principais correntes e seus embates com as diversas correntes idealistas de seu tempo. Para além disso, ao demonstrar as relações entre o surgimento do materialismo e as mudanças na economia e sociedade gregas (que colocavam novas questões às quais o idealismo clássico não podia resolver), Novack expõe na prática de maneira brilhante o método materialista dialético para a análise da história e do pensamento humano.

Além de uma importante contribuição à história da filosofia materialista, este livro de Novack é essencial para entender os fundamentos sobre os quais se assenta o pensamento de Marx e Engels. Trata-se de um raro livro, útil aos que estão se iniciando agora no pensamento e método marxistas mas também aos leitores mais experientes.

George Novack (1905-1992) foi um militante trotskista e um dos principais teóricos marxistas do SWP (Socialist Workers Party, seção norte-americana da IV Internacional). Nascido em Boston, filho de imigrantes judeus do leste europeu, Novack se formou com distinção na prestigiosa universidade de Harvard, em 1927, onde estudara filosofia e literatura. Sua formação lhe garantiu uma carreira de sucesso no mercado editorial. Porém a crise econômica que se seguiu ao crash da bolsa de Nova York em 1929 radicalizou-o profundamente, e Novack começou a estudar Marx. Logo em seguida, em 1933, se aproximou da Liga Trotskista-Comunista da América, antecessora do SWP, onde militou até o final de sua vida, cumprindo diversas tarefas de direção.

Com uma enorme erudição e profunda compreensão do pensamento de Marx, Novack se distingue de outros teóricos marxistas de sua geração por seu estilo simples, por sua capacidade de expôr as complexidades do pensamento marxista de maneira didática, e por sua preocupação em tornar o marxismo acessível aos trabalhadores mais explorados. Autor de mais de uma dezena de livros e de diversos panfletos, foi um dos responsáveis pela difusão do pensamento marxista no século XX.